A pizza de 1 Bilhão

Share:

Quando Satoshi Nakamoto lançou o Bitcoin em 2009, ninguém deu muita atenção. Naquele momento, ninguém (além de Satoshi) adotava o Bitcoin e, logo, a criptomoeda não tinha nenhum valor.

Só que o Bitcoin começou a ganhar força no ano de 2010 com mais pessoas acreditando no projeto. Comunidades cripto começaram a ver no bitcoin um sonho de um sistema financeiro descentralizado e abraçar tudo o que ele trazia.

Uma dessas pessoas foi o programador americano Laszlo Hanyecz. Ele minerava bitcoin no ano de 2010 e tinha (segundo ele mesmo) muitos bitcoins.

Naquela época, não existiam registros oficiais do preço da criptomoeda, mas estimativas em sites informais colocavam o valor do bitcoin em $ 0,00041. A conta não batia: Laszlo gastava eletricidade na mineração, mas não tinha como escoar a criptomoeda.

Laszlo então decidiu tomar uma atitude drástica. Sabendo que algumas comunidades cripto já aceitavam bitcoin, ele postou em um chat que pagaria 10.000 bitcoins por duas pizzas. As pizzas custavam cerca de $ 41 com frete, então tudo parecia ser justo.

Alguém em Londres topou o desafio. Usando cartão de crédito, essa pessoa comprou as pizzas e enviou para a casa de Laszlo. Laszlo cumpriu o trato e enviou os 10.000 bitcoins para a pessoa. Super feliz por finalmente poder gastar bitcoins, Laszlo até postou no mesmo fórum a notícia da transação.

Esta transação — duas pizzas por 10.000 bitcoins — é a primeira transação registrada de bitcoin no mundo real.

Nas semanas que se seguiram, o bitcoin começou a ter mais atenção. Afinal, a criptomoeda deixava de ser exclusiva de nerds e aparecia no mundo real. Nos meses seguintes, o bitcoin saltou para $ 0,008–20 vezes o valor que Lazslo usou como referência para as pizzas.

Em 2013, quando estimativas oficiais ganharam força, o preço do bitcoin já estava em $1.000! Em 2021, o preço do bitcoin já atingiu a marca de $ 69.000–150.000.000x o valor do bitcoin na compra das pizzas.

Nos números de hoje, o valor que Laszlo pagou por pizza está estimado em R$ 1,5 bilhão. Esse valor é maior que o PIB de 5.000 cidades no Brasil e poderia comprar 20.000 carros populares.

Uma buscar rápida no Google mostra que a pizza mais cara do Brasil fica em São Paulo e custa R$ 189. Já a pizza mais cara do mundo é servida na Itália por “apenas” R$ 60.000. Perto da pizza de Laszlo, esses valores são troco. Sem dúvidas, essas foram as pizzas mais caras da história.